Árvore Brasileira: Jacarandá Mimoso

De nome científico jacaranda mimosaefolia, e pertencente à família das bignoniaceaes, o jacarandá mimoso possui nomes diversos de acordo com a região em que ele pode ser encontrado. Classificado como árvore ornamental, por conta de sua beleza e elegância, o jacarandá mimoso, ou carobaguaçu,  ou simplesmente jacarandá, é originário da América do Sul, podendo ser encontrado, além do Brasil, também na Argentina. O jacarandá mimoso se desenvolve em climas continentais, mediterrâneos, subtropicais e tropicais. Precisa de luminosidade plena para seu bom desenvolvimento, e seu ciclo de vida é o perene.

Árvore decídua a semi-decídua, de floração muito exuberante. É assim que se caracteriza o jacarandá mimoso. Embora, diferentemente da maioria das árvores, seu porte não é dos mais imponentes. É considerada uma árvore de pequeno porte, não chegando a ter mais de 15 metros de altura. Seu caule é retorcido, possui casca clara e bem lisa quando jovem, e que, gradativamente, vai se tornando áspera e escura conforme atinge idade adulta. Já sua copa é bastante irregular, arejada e rala, o que chama a atenção de quem olha. As folhas são classificadas como opostas e bipinadas – estrutura de pena dupla – e que são compostas  por 25 a 30 pares de pequenos folíolos ovais, cuja coloração é verde-clara acinzentada.

O jacarandá mimoso costuma perder suas folhas no inverno, para darem lugar às flores na primavera. De flores bastante duráveis, grandes, e muito perfumadas, o jacarandá se exibe entre quaisquer outras árvores que estejam em seu entorno. As flores possuem coloração que vai do azul ao arroxeado, cujos formatos são de trompete. Estão organizadas em inflorescências do tipo panícula. O espetáculo da florescência dura a primavera e o início do verão. Já os frutos do jacarandá mimoso aparecem durante o inverno. Lenhosos, deiscentes, contendo pequenas, mas numerosas sementes.

Excelente árvore para urbanização. Rústica, cuja floração é decorativa e de crescimento muito rápido. Por conta disso, é largamente utilizada no paisagismo. Como sua raiz não é agressiva, pode ser plantada em calçadas de casas e pequenos parques de condomínios.

A madeira proveniente do jacarandá mimoso é considerada madeira de excelente qualidade, costumeiramente costuma ser empregada na indústria moveleira, na fabricação de pisos laminados, e também na indústria automobilística, para acabamento de carros de luxo.

O jacarandá mimoso deve ser cultivado em solo fértil, rico em húmus, drenável, e enriquecido com material orgânico. Não se trata de árvore que tolera frio. Não necessita de manutenções como podas. Também não resiste a estiagens, aos ventos fortes, nem salinidade no solo. Sua multiplicação se dá por meio de sementes.