27 de jul de 2013

ÁGUIA BRANCA E SNOW

*ÁGUIA BRANCA e SNOW (Estrela de Maria)* - 19 de julho de 2013 - por Sijah Sirius (com áudio em francês)

Heyahoohee
Heheei
Heyahoohehee
Heheheeeei

Eu sou ÁGUIA BRANCA, eu fui um chefe da tribo Sioux, dos indígenas norte-americanos.
Hoje, eu me apresento a todos vocês, Filhos e Filhas do UM, e almas com raízes dos Índios norte-americanos.
Eu lhes agradeço pelo seu acolhimento, na Paz e na harmonia da nossa Mãe Terra.

Hoje, eu estou também na companhia da Estrela SNOW, vindo trazer a Vibração da Luz Vibral ancorada no fundo da Mãe Terra.
Hoje, eu lhes trago a força, a conexão, e as profundas Raízes da Mãe Terra.
Fazendo de vocês um Fogo, totalmente Presente e encarnado, aqui mesmo sobre a Terra.

A Paz e a Comunhão com a sua Mãe Terra agora é crucial para fazer a viagem junto, vocês no mesmo tempo que a Terra.
Isso é agora, nesse momento da Ascensão Coletiva.
Os Tambores ressoam no Coração da Terra e no Coração de vocês.
Graça e Comunhão na manifestação de todos os reinos da Terra, recuperando a sua Vibração nas esferas da Eternidade. 

O nosso povo, a nossa cultura, sempre esteve profundamente enraizado e conectado com a alma da Terra, e com todos os seres que ali vivem.
Hoje, nós lhes oferecemos esta conexão, esta segurança, este acolhimento da Mãe Terra, que o vivemos de acordo com o seu Coração.

Desde muito tempo, graças à tradição oral, nós temos estado conscientes das informações ancestrais associadas aos ciclos da Terra.
E do final desse ciclo que foi anunciado por algumas Estrelas e por alguns eventos celestes, prenunciadores da mudança de ciclo e da Nova Viagem da Terra, da sua Reconexão com o Tempo Galáctico.
De algum modo, nós tempos sido os Guardiões, na superfície, de determinada forma de consciência, ligada também às nossas relações com as cidades intraterrestres da América do Norte.

Hoje, a Energia emanando do Coração da Terra, Irradiando na superfície, é uma Graça e uma Alegria.
Aproveitem para Ser.
Ser no presente, no Coração dos Corações, no Coração da Terra.

... Vibrações do Núcleo da Terra ...

Todos os elementos se manifestam em seu máximo esplendor e magnificência.
Criando, como vocês sabem, o Novo Éter, aqui sobre a Terra.
A Terra recupera a sua Vibração Sagrada, pela reativação e liberação de todos os seus chakras e pontos, igual a vocês.

A Dança, o Canto e o Tambor, expressões do Coração, sempre fizeram parte da nossa tradição.
Vivam então a nossa Conexão com a Terra, integrem a Vibração, em simples Receptividade da potência das Raízes da Mãe Terra, totalmente Reconectada com o Céu.

Simplicidade e Humildade.
Muita simplicidade nesses tempos tão acelerados, tão intensos.
Expressem agora a Paz e o maior Silêncio, Silêncio que não pôde ser vivenciado durante tanto tempo por causa do barulho que envolvia a Terra.

Simplicidade e Aceitação.
Humildade.
A sua Entrega ao Fogo, livre de toda lamúria, livre de toda resistência, é o único meio de Passar pela Porta Estreita, Abandonando-se à Luz.
Muitos testemunhos e obras foram dados a vocês.
Passem para a etapa de deixar a Luz queimar, na fogueira, todos os seus medos, todas as suas inseguranças, todas as suas pretensões...
Até não serem mais um bom fogo, até terem Dado o seu Coração ao Fogo, a Luz não poderá ocupar o seu Templo.

Hoje, toda a Vibração está aqui.
Toda a Energia dos Quatro Elementos, assim como do Quinto, está aqui, nesses momentos tão magníficos da Translação Dimensional.
Aproveitem então essa Vivência.
O Júbilo e a Alegria serão os frutos da sua Consciência do ABSOLUTO.

A sua Translação Interior, o Retorno e a Reversão à conexão e às percepções Interdimensionais estão agora em processo de abertura, prenunciando o seu Novo Estado Vibracional.

Ouçam então os Tambores da Terra.
Os Tambores ressoam, fazendo bater o Coração, anunciando a Grande Festa!
Cantos e Danças Interiores.
Chuvas e raios de Sol singulares, assim como fragrâncias inigualáveis, percorrem agora a Mãe Terra.

Nós lhes entregamos a sua Coroa de Penas, a sua Coroa de 12 Estrelas.
Nós os pintamos com as Pinturas da Dança, que são as suas Doações para a Luz.

Carreguem sachês contendo ervas aromáticas, pedras e cristais, que são as suas Emanações e as suas Irradiações.

ÁGUIA BRANCA e SNOW estão em Comunhão com todos vocês.
Aproximem-se do Coração da Mãe Terra.
É o Coração do UM em vocês, no Centro do Centro.
O olhar Interno torna-se mais profundo.
A Inversão e a Rotação são aguardadas.

Estejam em Paz e na Alegria, porque vocês são abençoados e sagrados, Águias que planam, Águias do Coração do UM.
Graças à sua Visão e ao seu Coração, vocês Unificam a Verdade da Lei do UM.
Todo o Amor da Mãe Terra e dos nossos Irmãos Galácticos os acompanha.

Heieeeehee
Heieee
Heheiee
Heieei


************


Mensagem recebida e transmitida por Sijah Sirius, do Coletivo dos Filhos da Lei do UM:
19 de julho de 2013

***


Tradução do catalão para o francês: Sijah Sirius e Pierre Diaz
Revisão do texto: Marie-Louise Gaston

***


Tradução do francês para o português: Zulma Peixinho

TENHAM UM SÁBADO FELIZ


26 de jul de 2013

ERVAS CURATIVAS: COMPOSTO PARA ESTÔMAGO


COMPOSTO/ESTÔMAGO: 

Combinação das ervas mais indicadas para combater dores de estomago e má digestão cronica: 

Artemísia + Bardana + Camomila + Carqueja + Erva de São João + Picão + Tanchagem.

ORAÇÃO CONTRA INVEJA DE SANTA ISABEL



Oração contra Inveja de Santa Isabel de Portugal

Oh! Santa Isabel
Querida Santa Rainha
Ensinai-nos a buscar o caminho sereno da paz
Ajudai-nos afastando a inveja
Iluminando o caminho daqueles que cobiçam aquilo que não é seu
Amém


Rezar em seguida três Pai Nossos e três Ave Marias. 

PÃO DE BATATA LIGHT



Ingredientes


Modo de preparo
1 tablete de fermento biológico (15g)
¼ xíc. (chá) de água morna
3 batatas médias cozidas e passadas no espremedor
2 ½ colheres de (sopa) de creme vegetal light
50 g de açucar refinado
1 colher (chá) de sal
1 xíc. (chá) de leite quente
1 ovo ligeiramente batido
4 a 4 ½ xíc. (chá) de farinha de trigo aproximadamente
1 colher (sopa) de creme vegetal light para untar
Farinha de trigo para polvilhar a assadeira
1 colher (chá) de óleo de canola para untar o recipiente em que a massa irá dobrar de volume
Farinha de trigo para polvilhar a superfície
Dissolva o fermento na água morna e reserve. Em um recipiente misture a batata, o creme vegetal, o açúcar, o sal e o leite quente. Deixe amornar, adicione o fermento e o ovo. Junte 2 xíc. (chá) de farinha de trigo e bata com uma colher de pau. Acrescente a farinha restante aos poucos até obter uma massa homogênea. Leve a massa a uma superfície polvilhada com farinha de trigo e amasse bem até que a massa fique macia.Unte um recipiente com óleo, coloque a massa, cubra e deixe crescer até dobrar de volume. Faça bolinhas do tamanho de 1 limão e disponha-as na assadeira com 2 cm de distância entre elas. 
Cubra e deixe-as crescer novamente até dobrar de volume.
Leve ao forno pré-aquecido (200° C) até que os pãezinhos dourem. 
Retire do forno e pincele o creme vegetal.
Rendimento: 25 pãezinhos
Calorias: 95 por unidade
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia

SIMPATIA PARA ENCONTRAR UM AMOR


Assista a uma missa segurando 1 fita do Nosso Senhor do Bonfim em suas mãos, num domingo de manhã. 
Enquanto faz as suas orações, peça ao seu santo de devoção que coloque no seu caminho alguém muito especial e que a faça muito feliz. 
Assim que chegar em sua casa, acenda 1 vela branca em 1 pires e mentalize a felicidade que gostaria de alcançar ao lado da pessoa amada. Quando a vela acabar de queimar, jogue os restos no lixo e use o pires normalmente. 
Amarre a fita no pé da sua cama e só retire de lá quando conseguir o que deseja. 
Aí, jogue a fita no lixo.

O ANTIGO EGITO E O CALENDÁRIO MAIA: FELIZ ANO NOVO PARA VOCÊS


O Antigo Egito e o Calendário Maia: Feliz Ano Novo

                                                               Posted by  on July 15, 2013
No dia 26 de julho de 2013 se inicia o novo ano do Calendário Maia de 13 Luas de 28 dias, o próximo ano novo Maia e Egípcio, o ano Anel da Semente Galáctica Amarela, que vai de 26/07/2013 a 24/07/2014.
Esse dia TAMBÉM corresponde com à ascenção, o REsurgimento da estrela SÍRIUS (origem de Sananda), a principal estrela da Constelação do Cão Maior (Canis Major), e a mais brilhante nos céus da terra, minutos antes do nascer do Sol no amanhecer do dia 26 de julho, fenômeno conhecido como o nascimento HELÍACO DE SÍRIUS o que ocorre anualmente EM TODAS AS MANHÃS DO DIA 26 de Julho e que era celebrado como o início de um novo ano no antigo EGITO.
 O óbvio é aquilo que nunca é visto até que alguém o manifeste com simplicidade. A verdade de outra pessoa não está no que ela te revela, mas naquilo que não pode revelar-te. Portanto, se quiseres compreendê-la, não escute o que ela diz, mas antes, o que ela não dizKahlil Gibran 
O Antigo EGITO e o Calendário MAIA 
Por Thoth3126@gmail.com
No calendário Maia os dias 23 e 24 de julho, que antecedem o dia-fora-do-tempo, são propícios para meditação, transformação e renovação, sobre o que devemos jogar fora, ao nos desapegarmos do que não nos serve mais, abandonar o que é falso em nossa vidas, e ao mesmo tempo, buscar na essência de nosso ser real aquilo que vale a pena para consolidarmos a presença do espírito divino cada vez mais presente em nossas vidas durante o próximo ano! 
                                                           O TZOLKIN DO CALENDÁRIO MAIA
 O dia 25 de julho, o dia-fora-do-tempo no calendário Maia, é um dia especial comemorado pela cultura galáctica do calendário Maia como “o dia do perdão universal”. É um dia para se experimentar a total liberação da prisão do tempo.
Deve ser comemorado em meditações, cerimônias e eventos espirituais, artísticos e culturais. No dia 26 de julho de 2013 se inicia o novo ano do Calendário Maia de 13 Luas de 28 dias, o próximo ano novo Maia/Egípcio, o ano Anel da Semente Galáctica Amarela (26/07/2013 a 24/07/2014) e termina o ano Tormenta Ressonante Azul (desde 26 de Julho de 2012 a 24 de Julho de 2013). 
Por que o início do Ano Novo do Calendário Maia é em 26 de Julho? 
O fato de essa data ser a do Ano Novo dos Maias tem base num fenômeno astronômico que se relaciona tanto com o Encantamento do Sonho como com uma profecia dos sacerdotes maias Chilam Balam.
A Cultura MAIA surgiu na América Central e sua origem é extraterrestre, das Plêiades.
Ela TAMBÉM corresponde à subida, o REsurgimento da estrela SÍRIUS, a principal estrela da Constelação do Cão Maior (Canis Major), e a mais brilhante nos céus da terra, minutos antes do nascer do Sol no amanhecer do dia 26 de julho, fenômeno conhecido como o nascimento HELÍACO DE SÍRIUS o que ocorre anualmente EM TODAS AS MANHÃS DO DIA 26 de Julho.
Este auspicioso alinhamento anual de SÍRIUS com o nosso Sol (Hélios) – que marca também o início do novo ano do calendário Maia de 13 luas – assegura a propagação de luz e da abundância sobre a Terra ”E TAMBÉM INICIA O ANO NOVO NA CULTURA DO Egito antigo”
ÍSIS atrás do trono de Osíris, segurando o ANKH, o símbolo da vida. 
No Egito antigo essa data (26 de julho) e evento astronômico marcava o inicio da celebração de um novo ano e o princípio das cheias do Rio Nilo, que trariam abundância pela fertilização de suas margens. Durante sete dias (uma semana), a divindade principal homenageada era ÍSIS, a principal deusa do panteão egípcio, a esposa e irmã do Faraó e o verdadeiro poder (o poder da deusa, feminino) por trás de seu trono e cuja representação nos céus é a própria estrela SÍRIUS (representada na nossa bandeira, simbolizando o Estado do Mato Grosso, no Centro-Oeste). 
O Faraó era representado nos céus pela constelação de ÓRION (Princípio Masculino). Sendo a estrela fixa mais brilhante do céu, SÍRIUS é, há muito tempo, vista como elo de ligação, o acesso a um estado de consciência mais elevado que auxiliaria na aceleração da evolução do nosso planeta e da humanidade cuja energia fundamentalestá associada ao Princípio Feminino do Divino, à energia da deusa: ÍSIS. 
ÍSIS, a verdadeira “BASE DO PODER” do Faraó e de seu reinado (a MÃE Cósmica da Luz e de todos os Sóis).
O que é o Dia Fora do Tempo no calendário Maia? 
O Dia Fora do Tempo, anualmente lembrado com festivais desde 1992 a nível global, cai sempre a 25 de Julho. No Calendário Maia de 13 Luas, este dia não é dia de mês nem dia de semana. Está entre o dia que fecha um ano (24 de Julho) e o dia que abre o ano seguinte (26 de Julho). Este dia é dedicado a festividades, à comunidade, à volta da união com o planeta (reconexão com GAIA, o princípio feminino planetário). Os pontos focais são: parar o trabalho de todos os dias e atestar a verdade que afirma que “O Tempo é Arte!”. 
A Paz Planetária através da Cultura, perdão, reparação, o perdão de dívidas, purificação, a Arte da Paz, a liberdade de estar vivo. É uma oportunidade para se vivenciar a verdadeira atemporalidade e a amorosa bondade, a caridade, a solidariedade.
Quer seja em reuniões públicas ou em círculos privados ou em introspectiva meditaçãoeste dia é um momento de catarse do ano que passou e de preparação para o ano que se inicia, uma forma perfeita para convidar as pessoas à harmonia do Calendário das 13 Luas no Novo Ano Anel da Semente Galáctica Amarela (Julho 2013 a Julho de 2014)
A Estrela SÍRIUS 
SÍRIUS, a estrela mais brilhante do céu noturno, cintila com uma cor branco-azulada e tem uma magnitude visual aparente de -1,46, aproximadamente duas vezes mais luminosa que Canopus , a 2ª mais cintilante/brilhante do firmamento noturno. O nome “SÍRIUS” vem do grego antigo “Seirios” (ardente, abrasador). SÍRIUS pode ser observada a partir de quase todas as regiões habitadas da Terra, exceto daquelas acima de 73 graus de latitude ao norte.
Sua Ascensão Reta (AR) é 6h45m e Declinação (D) é de 16º 42’. Juntamente comProcyon (Cão Menor) e Betelgeuse (ÓRION), SÍRIUS (Cão Maior) forma os 3 vértices do Triângulo de Inverno (do Hemisfério Norte) ou de Verão (Hemisfério Sul). SÍRIUS eventualmente pode ser até vista a olho nu durante o dia (No começo ou no final do dia), sob determinadas condições favoráveis. 
SÍRIUS na Constelação do Cão Maior, a mais brilhante estrela do céu terrestre.
SÍRIUS nos céus dos povos arcaicos 
SÍRIUS, pelo seu esplendor atraiu todos os olhares e monopolizou as atenções de povos arcaicos não apenas por ser a mais brilhante estrela do céu noturno na Terra como, porque isolada, não tinha ao seu lado estrelas notáveis segundo o astrônomo Rubens de Azevedo. Deificada, SÍRIUS foi astronomicamente a pedra basilar do panteão do Antigo Egito (3.200 a.C a 30 d.C) pois era a corporificação de ÍSIS, irmã e esposa de Osíris, ele personificado pela constelação que chamamos de Órion. 
A Grande Pirâmide do Egito esta alinhada com a Estrela Alnitak, do Cinturão de ÓRION, SÍRIUS e outra Constelações.
No Egito antigo e dos faraós a coincidência entre o nascimento helíaco de SÍRIUS (em grego Sóthis), a cheia fertilizadora do Nilo e o solstício de verão fez com ele fosse adotado como início de um novo ano – o ano Sótico. O termo “canícula”, alude à constelação de Cão Maior e sua estrela SÍRIUS (Canícula) e se refere à época do ano de dias com calor abrasador e sufocante, os “dies caniculares” dos antigos romanos (Império de Roma 753 a.C- 476 d.C). 
SÍRIUS “desaparece” dos céus noturnos da Terra durante 35 dias antes e 35 dias após a conjunção com o Sol, então ofuscada pelo brilho deste (período de 20 de junho a  29 de Agosto). Há uma invisibilidade desta estrela durante 70 noites antes dela ressurgir, visualmente, no seu nascimento helíaco em 26 de julho. 
Constelação de ÓRION, as três estrelas centrais são chamadas de Três Marias no Brasil edeterminam o alinhamento das Três Pirâmides na Planície de Gizé, no Egito.
Os sacerdotes egípcios demoravam igual número de dias a preparar um corpo para o embalsamamento. A linguagem do ciclo estelar correspondia à linguagem do rito funerário. Atualmente, no mês de julho, algumas comunidades esotéricas comemoram festivamente o nascimento helíaco de SÍRIUS com rituais, rufar de tambores, fogueiras e danças, mas quase que sem exceção, sem o devido conhecimento do que realmente estão celebrando. 
Todas as nações indígenas da América do Norte, os índios peles vermelhas, assim como os antigos chineses, hindus, caldeus, babilônicos, sumerianos, assírios, hebreus, os Dogons da África, e demais povos da antiguidade, também veneravam e faziam celebrações a essas constelações e estrelas, como SÍRIUS, ÓRION e PLEIÂDES. 
AS PLÊIADES. O nosso sistema solar orbita o Sol Central das Plêiades, Alcyone (estrela central maior e mais brilhante na foto) dando uma volta completa (um ANO SOLAR) a cada 25.920 anos, sendo que a data de 21 de dezembro de 2012, FINAL do Calendário MAIA marca o final do 13º BAKTUN, e de um desses anos solares. Em astronomia também é conhecida como o Aglomerado estelar aberto M-45, as Sete Irmãs, a Constelação das Plêiades, com os sóis/estrelas principais de Alcyone, MAIA, Electra, Taygeta, Atlas, Pleyone, Celaeno, Asterope e Merope.A principal estrela é Alcyone e a segunda em brilho é MAIA.
 Os grandes templos desses povos antigos eram construídos voltados para o leste (como o Templo de Salomão em Jerusalém), para que no dia 26 de julho de cada ano, no dia do nascimento helíaco de SÍRIUS um raio de luz dessa estrela penetrasse no âmago do templo, local conhecido como “Sanctun Santorum” (O Santo dos Santos), existente nas pirâmides e em vários outros templos egípcios, principalmente dedicados à ÍSIS. Para esses antigos povos e seus iniciados, esse era o momento mais sagrado de todos os dias do ano inteiro. 
Então, em 26 de JULHO de 2013, que todos nós tenhamos um FELIZ E PRÓSPERO ANO NOVO, MAIA OU EGÍPCIO, não importa, o importante é que se FAÇA A LUZ (FIAT LUX) dentro de nosso peito/coração e mentes com as bençãos da Grande MÃE ÍSIS – SÍRIUS. 

Mais informações sobre o calendário Maia: http://www.pan-portugal.com
Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e a citação das fontes.
                                                                  www.thoth3126.com.br
Exibições: 1090

25 de jul de 2013

PÃO LIGHT PARA QUALQUER RECHEIO



Ingredientes


Modo de preparo
1 colher de sopa de fermento biológico seco
½ xícara de água
1 xícara de água
2 xícaras de farinha de trigo branca
2 xícaras de farinha de trigo integral fina
1 colher de sobremesa de sal
2 fôrmas de 18x8x5 cm ou 1 tabuleiro grande
2 colheres de sopa de pó de rosca ou fubá
1 clara
1 colher de sopa de água
Aqueça a ½ xícara de água (a 40ºC) e coloque o fermento de molho por 10 minutos, até ficar cremoso e espumante. Enquanto aguarda o ponto do fermento, misture as farinhas com o sal e a erva (se for utilizar). Reserve. Aqueça o restante da água (1 xícara) a 40ºC e junte o fermento, misturando bem. Acrescente lentamente a mistura das farinhas ao fermento, uma xícara de cada vez, mexendo bem com uma colher de pau, até que a massa fique homogênea.

Quando a massa ficar pesada para bater na mão, vire-a sobre uma superfície polvilhada com farinha e amasse bem, polvilhando com mais farinha, até que a mesma solte das mãos e fique bem lisa e elástica. Forme uma bola com a massa e coloque-a em um recipiente untado com óleo vegetal, cobrindo-a com um plástico, para que não forme crosta nem resseque. Deixe-a crescer até dobrar de tamanho ou até que, ao fazer uma pressão sobre a mesma, esta permaneça. Vire-a sobre uma superfície polvilhada e amasse-a mais algumas vezes. Desta forma, as bolhas de ar maiores serão expelidas e o pão terá uma textura mais uniforme. Acenda o forno e mantenha-o aquecido à 200ºC. Coloque a massa nas fôrmas ou no tabuleiro polvilhado com pó de rosca ou fubá.

Pincele com a clara ligeiramente batida com a água e polvilhe ervas se desejar. Asse-os por cerca de 40 minutos no forno pré- aquecido. Quando retirá-los do forno deixe-os esfriar antes de cortá-los.

ORAÇÃO DIÁRIA (WICCA)




Grande Mãe,

Que eu tenha hoje e a cada dia

a força dos céus, a luz do Sol,

o resplendor do fogo, o brilho da Lua,

a presteza do vento, a profundidade do mar,

a estabilidade da terra e a firmeza da rocha

Que Assim Seja e Assim se Faça...

Blessed Be...

SIMPATIA PARA ENCONTRAR SUA ALMA GÊMEA


Compre 1 imagem de Santo Antônio e guarde-o dentro do seu guarda-roupa. 
Todos os dias, antes de dormir, reze 1 Credo e 1 Pai-Nosso, dizendo:
Perdoe-me por deixá-lo sem ver a luz do dia, mas é assim que me sinto sem minha alma gêmea. 

Com seus olhos espirituais, encontre-a e faça com que fiquemos unidos para sempre.
Quando achar seu amor, retire-o de lá e passe a simpatia e o Santo a uma amiga solteira, ensinando a simpatia para ela.

ERVAS CURATIVAS: COMPOSTO ENERGÉTICO


COMPOSTO ENERGÉTICO: 

Combinação das ervas mais indicadas para combater os Stress e o desgaste físico e mental: 

Catuaba + Guarana da Amazonia + Pfaffia + Marapuama.

24 de jul de 2013

COUVE RECHEADA




Ingredientes para a couve:
  • 6 folhas grandes de couve manteIga
  • 350 g de carne bovina moída
  • 1 xícara de chá de arroz branco cozido
  • ½ cebola picada
  • 1 pimentão vermelho sem pele em cubos
  • Pimenta do reino a gosto
  • Cominho a gosto
  • Sal a gosto
Para o molho:
  • 1 colher de sopa de mel
  • 1 colher de sopa de mostarda
  • 200 Ml de creme de leite fresco
  • Azeite a gosto
Modo de fazer:
  • Em uma água fervente passe as folhas de couve uma a uma para amolecer.
  • Misture em uma tigela a carne com a cebola, a pimenta, o cominho e sal.
  • Faça pequenas bolas e feche as folhas de couve uma a uma.
  • Disponha em uma panela com azeite, cubra com caldo e deixe cozinhar até ficar macio.
  • Ferva o creme de leite e tempere bem.
  • Misture a mostarda com o mel e mexa bem, junto ao creme de leite e mexa até ficar homogêneo. Sirva junto com a couve.

ORAÇÃO AOS ELEMENTAIS




Pequeninos guardiões,

Seres da luz infinita.

De dia me tragam a paz,

De noite, os dons da Magia.

Invisíveis guardiões,

Protejam os quatro cantos da minha alma,

Os quatro cantos da minha casa,

Os quatro cantos do meu coração.

SIMPATIA PARA DESQUITADA OU SEPARADA CASAR


Ao ouvir o sino de qualquer igreja, a desquitada deve entrar nela e fazer uma oração a Santo Antônio, pedindo ajuda para encontrar um companheiro. 

Depois que tiver o pedido atendido, volte à igreja para fazer o agradecimento.

ERVAS CURATIVAS: COMPOSTO EQUILÍBRIUM


COMPOSTO EQUILÍBRIUM: 

Combinação das ervas mais indicadas para acalmar sem sentir sono: 

Capim Cidrão + Melissa + Guaraná da Amazonia + Hibisco + Ginkgo Biloba + Jasmim.

23 de jul de 2013

BÍBLIA COM MAIS DE 1500 ANOS É DECOBERTA

Bíblia com mais de 1500 anos é descoberta e preocupa Vaticano

Uma Bíblia de mais de 1500 anos foi descoberta na Turquia e causa preocupação ao Vaticano. Isso porque a tal bíblia contém o evangelho de Barnabé, que teria sido um dos discípulos de Cristo que viajava com o apóstolo Paulo e descreve Jesus de maneira semelhante à pregada pela religião islâmica.
Gospel-of-Barnabas
O livro teria sido descoberto no ano 2000, e foi mantido em segredo na cidade de Antara. O livro, feito em couro tratado e escrito em um dialeto do aramaico, língua falada por Jesus, tem as páginas negras, por causa da ação do tempo. De acordo com as notícias; peritos avaliaram o livro e garantiram que o artefato é original.
Autoridades religiosas de Teerã insistem que o texto prova que Jesus nunca foi crucificado, não era o Filho de Deus, mas um profeta, e chama Paulo de “Enganador.” O livro também diz que Jesus ascendeu vivo ao céu, sem ter sido crucificado, e que Judas Iscariotes teria sido crucificado em seu lugar. Falaria ainda sobre o anúncio feito por Jesus da vinda do profeta Maomé, que fundaria o Islamismo 700 anos depois de Cristo. O texto prevê ainda a vinda do último messias islâmico, que ainda não aconteceu. 
O Vaticano teria demonstrado preocupação com a descoberta do livro, e pediu às autoridades turcas que permitissem aos especialistas da Igreja Católica avaliar o livro e seu conteúdo. 
Acredita-se que a igreja Católica durante o Concílio da Nicéia tenha feito a seleção dos Evangelhos que fariam parte da Bíblia, suprimindo alguns, dentre deles possivelmente o Evangelho de Barnabé. Há ainda a crença de que existiram muitos outros evangelhos, conhecidos como Evangelhos do Mar Morto.

CUSCUZ BRASILEIRO



Ingredientes

  • 1 xícara(s) de chá de azeite
  • 6 xícara(s) de chá de farinha de milho
  • 1/2 xícara(s) de chá de farinha de mandioca crua
  • 1 cebola grande cortada em cubos miúdos
  • 2 dente(s) de alho picados
  • 1 xícara(s) de chá de salsinha e cebolinha picadas
  • 600 grama(s) de molho pronto de tomate
  • 1 lata(s) de ervilhas
  • vidro(s) grande de palmito picadinho
  • 250 grama(s) de camarão pequeno limpo (ou frango cozido em lascas)
  • 1/2 xícara(s) de chá de azeitonas verdes em lascas
  • molho de pimenta vermelha a gosto
  • sal e pimenta a gosto

Para decorar:

  • camarões cozidos
  • filés de sardinha em conserva
  • banana em fatias
  • azeitonas em lascas
  • ovos cozidos em fatias
  • tomate em rodelas

Modo de preparo

Aqueça bem o azeite numa panelinha. Enquanto isso, coloque as farinhas de milho e de mandioca e 1 colher (sopa) de sal numa tigela grande. Misture bem e esfarele com a ponta dos dedos até conseguir um pó fino.

Faça uma cavidade no centro da mistura de farinhas e nela coloque metade da cebola, do alho, da salsinha e da cebolinha. Quando o azeite estiver quase fervendo, retire do fogo, despeje sobre os temperos e misture com uma colher ou garfo até deixar toda a farinha bem umedecida.

Regue o fundo de uma panela média com um fio de azeite e nele doure a cebola restante. Em seguida, junte também o alho que sobrou; espere perfumar e adicione o camarão (ou o frango). Misture bem, espere o camarão mudar de cor e junte o molho de tomates, a ervilha e o palmito.

Deixe ferver por 5 minutos, acrescente as azeitonas e ajuste o sal e a pimenta. Reserve 1 1/2 xícara do molho para servir ao lado do cuscuz e, aos poucos, vá juntando o restante do molho à mistura de farinha, mexendo com uma colher de pau até obter uma massa macia e alaranjada. Atenção: ela não deve esfarelar nem ficar encharcada. Reserve.

Montagem

Coloque água até metade de uma panela média (ou da base de um cuscuzeiro) e aqueça.

Para montar o cuscuz, decore o fundo e as laterais de um cuscuzeiro (ou de um escorredor de massa) com rodelas de tomate e de ovo cozido, tiras de banana, lascas de azeitona, os camarões e os filés de sardinha.

Preencha a cavidade com a massa do cuscuz pressionando delicadamente com as mãos para firmar, sem desmanchar a decoração e sem apertar demais.

Coloque o cuscuzeiro sobre a panela com água fervente (tendo cuidado para não deixar a água tocar a base do cuscuz), cubra o cuscuz com um pano limpo ou com folhas de couve, tampe e deixe no fogo por mais ou menos 1 hora, até que o pano ou as folhas estejam bem úmidos.

Retire o cuscuz do fogo, deixe descansar por cinco minutos, desenforme sobre um prato grande e sirva com o molho.